Para Além do Parque – No Vale da Quebrada


 “A sombra é maior que a luz sempre que rejeitares o que te seduz”

22ª Saída.

28/2 – 1 Março 2015                                                                 Reguengo do Fetal, Batalha

Desobstrução, exploração e topografia da Lapa do Forneco da Moura.

Prospecção no Vale da Quebrada.

Elementos Presentes: José Ribeiro, André Reis, Hélio Frade, Pedro Frade, Rosário Fernandes, Sr. António Neto.

28 Fevereiro

Encontrámo-nos no café Solero, bem nosso conhecido no Bairro. Onde confraternizámos com malta do G.P.S., que foi para a Malhada de Dentro mesmo ali ao lado. Beijos e abraços e cada qual para o seu destino….

As 10.30h estávamos no Reguengo do Fetal, onde seguimos para o vale da Quebrada, mais precisamente na zona mais abaixo.

Zona mais abaixo no vale.

Zona mais abaixo no vale.

Dirigimo-nos então à Lapa Forneco da Moura, já antes identificada pele Sr. António Neto.

Entrada a Lapa.

Entrada da Lapa.

Eram 11h e ali estávamos a observar uma possível passagem para um nível inferior já dentro da pequena Lapa. Mãos à obra, começamos por tirar uma porção de terra e um pouco de calcite, dito assim até parece fácil.

Em trabalho....

Em trabalho….

Com toda aquela fuligem de pneu queimado, fruto do trabalho de um bando de jovens delinquentes, que ainda conseguiram pegar fogo ao vale com a “brincadeira”. Isto há uns anitos, como o Sr. António Neto nos relatou, foram postos na linha e desfeito o “bando”, antes que dessem cabo da freguesia!!!

Bom com tanta labuta tivemos que parar para comer o almoço e com o Frade é sempre do melhor!!! BULA PARA TODA A GENTE,HIHIHIHI…..

Já repostas as energias continuámos e já era possível aceder ao pequeno oco, TARATAMMMM, duas possíveis continuações e, ALTO !!!!  Ouvimos do exterior.

Olha, isto continua, apertadinho mas continua...

Olha, isto continua, apertadinho mas continua…

Foram encontrados alguns cacos de cerâmica e ao que tudo aparenta um dente humano na terra que estávamos a retirar.

PÁRA TUDO, NÃO MEXE MAIS!!!! Ora como é natural não avançámos mais para não perturbar o que poderá ali se encontrar de arqueologia. Topografámos e guardámos os achados e às 16h estava o trabalho concluído.

Os achados.

Os achados.

Fomos tratar do jantar, preparamos uma bela grelhada de carnes bem regada pois a carne estava salgada, hihihhihi bela jantarada.

Hó, parra eles, já no espeleobarracão.

Hóóó, para eles, já no espeleobarracão.

e venha o descanso que amanhã também é dia!

1 Março

9h, arrumámos os pertences e seguimos para o Reguengo, onde tomámos um bom pequeno-almoço, e conversámos um pouco com o Sr. Horácio, presidente da junta de freguesia sobre próximas explorações.

Seguimos já com a Rosário e o Sr. António que foi explicando e mostrando alguns pontos da freguesia com arqueologia e um pouco da história. De seguida fomos até à lapa.

Aspecto do tecto da zona desobstruída.

Aspecto do tecto da zona desobstruída.

Indicàmos à nossa arqueóloga, os objectos e onde foram encontrados, após analise verificou que não tínhamos perturbado nada, uffff!!!

A zona dos achados.

A zona dos achados.

Ouvimos por parte do Sr. António mais uns relatos de anteriores intervenções na lapa, indicando a altura em que estava a argila originalmente.

Bom, fomos para a vila onde no café Raimundo comemos o nosso almoço. Às 14.30h chegaram o Sr. Horácio com mais uns conterrâneos, cumprimentos e siga para o vale da quebrada onde a malta foi toda procurar a Lapa dos ossos. Mas apesar de 2 dos companheiros terem sido os próprios a taparem há muitos anos com uma tampa em metal, nada. A vegetação cresceu bastante e a manta morta deve ter tapado completamente a tampa, é mais ou menos por ali, hihihihihi, temos de ali voltar à carga.

Às 17h a malta seguiu para suas casas a pensar de certeza do que nos espera por aquelas bandas, é que o mato está muito alto, bem mas se fosse fácil já estava feito!!!

Picatchu, Chouriço, André

Amigos por motivos éticos e científicos não divulgaremos a topografia da Lapa, mas como é habito publicamos uma topografia. Desta feita de uma saída anterior.

Planta, Algar do Maquito.

Planta, Algar do Maquito.

 

Perfil desdobrado, Algar do Maquito.

Perfil desdobrado, Algar do Maquito.

Projectado para A2, Planta Algar do Maquito:

Maquito20130105P

Projectado para A4, Perfil desdobrado Algar do Maquito:

Maquito20130105S

Ficha de equipagem:

Ficha de equipagem Algar Maquito

Ficha de Geologia:

Geologia do algar do maquito

Abraços e estejam atentos……….

 

 

 

 

 

 

Anúncios

~ por josechourico em 24 / 09 / 2015.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: