Para Além do Parque – Algares do Cabeço


A sombra é, maior que a luz sempre que rejeitares o que te seduz.

3ª Saída

 

Nascente das Fontainhas

Nascente das Fontainhas

4/5 Janeiro 2014                                                                                   Fontainhas, Lagoa, Alburitel.

Zona de Fontainhas: Verificação do nível de água da nascente das fontainhas.

Zona da Lagoa: Exploração e topografia do Algar do Cabeço.

Zona de Alburitel: Prospeção e verificação do nível de água da Lapa de Alburitel.

Elementos presentes: Hélio Frade (Picatchu), José Ribeiro, Olga, Sandra Lopes. Estiveram presentes em outros trabalhos André Reis, Ricardo, Andreia (alentejana), Cláudia Ferraria, Pedro Pinto, Timóteo, Pedro Cocas, Ana Franco e Paulo Rodrigues.

Encontramo-nos todos no Solero com a malta que foi efectuar outros trabalhos, nós seguimos na direcção da Nascente das Fontainhas. Lá estávamos as 10.30h, a nascente está a bombar, consegue-se entrar cerca de 4m em recta. Verificamos que a sua estrutura é de um calcário quase arenito e barro dando a sensação de colapso, para futura desobstrução só no verão e escorando muito bem, mas de fácil remoção de materiais.

 

Verificado o caudal seguimos para o próximo objectivo bem fresquinhos.

Ora as 12h, estávamos na zona da lagoa verificando as coordenadas e indicações que o André nos tinha entregue, seguimos o GPS, tocados a chuva e vento. Aquilo é que foi, estávamos todos molhadinhos mas não desistimos e passado um pouco demos com o cabeço dos Algares. São dois algares que fazem parte da mesma estrutura. De boca larga mas com pouco desenvolvimento e cobertos de muita vegetação.

Aspecto da boca de 1º algar do cabeço

Aspecto da boca de 1º algar do cabeço

Decidimos ir beber algo quente ali num café perto e comer. De tarde já com o tempo melhor topografamos os algares do cabeço. Tivemos a companhia dos nossos camaradas André, Ricardo e Andreia. Terminado o trabalhinho seguimos para o espeleobarracão.

Jantamos, uuuuuuuuuiiii o coelho assado, brincamos e descansamos. Acordamos bem cedo pois tínhamos uma encomenda (Mafarrico) para entregar no Solero as 8.15h, e assim foi.

Convívio.

Convívio.

Bom, neste dia ficamos apenas 3 pois a Olga teve de seguir a sua vida, não desanimamos e seguimos na direcção de Alburitel, onde andamos a fazer prospecção a sul da lapa. Passamos por locais muito interessantes, infelizmente não descobrimos nenhum algar ou lapa mas a coisa promete……..

Para acabar o dia fomos verificar o nível das aguas na lapa de Alburitel e verificamos que a sala de chocolate aberta por nós no verão esta quase cheia de água, e olhem que é muito metro de água!

E assim se passou mais um grande fim-de-semana. Aqueles vales a sul da Lapa de Alburitel têm uma beleza particular com uma vegetação densa e exuberante, salpicada de calcário onde a vegetação o deixa ver! Que bela caminhada nos propusemos a fazer, tal e qual o caminho deste projecto, longo e bonito, pois tudo é bom quando estamos a fazer o que realmente gostamos!

Aspecto da elevação a sul da Lapa de Alburitel.

Aspecto da elevação a sul da Lapa de Alburitel.

Abraço

Zé chouriço.

Planta Algares do Cabeço.

Planta Algares do Cabeço.

Perfil Desdobrado Algares do Cabeço.

Perfil Desdobrado Algares do Cabeço.

Planta e perfil dos Algares para copiar.

algar do cabeçoP

algar do cabeçoS

Abraço e até a próxima……

 

Advertisements

~ por josechourico em 28 / 07 / 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: